quarta-feira, 19 de setembro de 2007

O sonho do Bono

Eu encontrei o Bono no dia do meu aniversário, eu abri a porta do meu prédio e ele olhou pra mim. Ele não tinha nenhum pelo, e sua orelha pingava gotinhas vermelhas. Desde aquele dia ele nunca mais parou de me seguir, porque a gente já se amava muito. Bono era feito de glacê. Ia comigo na biblioteca, na faculdade, até no mercado. Achei que era egoísmo meu ele viver numa cidade tão cinza, então mandei ele viver junto com meus outros cachorros, queria que ele fosse mais feliz...
Bono morreu na porta da cozinha.

Um comentário:

Gicelle disse...

vc me fez chorar com essa imagem e esse texto, que lindos e tristes.